A historia da família real britânica

A Família Real Britânica é uma das instituições mais antigas da história humana. Embora hoje ostente mais pompa do que poder, a monarquia definiu os rumos do império até o fim do século 17 e, desde então, acompanhou tudo de perto, com sua fleuma, tradição e luxo, servindo de bastião da segurança para os britânicos e motivo de interesse e deslumbramento para milhões de visitantes de Londres, que ainda se amontoam em frente ao Palácio de Buckingham para assistir à Troca dos Guardas da Rainha. A historia da família real britânica

Como entender a Família Real Britânica

A Família Real Britânica é o termo que designa os membros mais próximos da família do monarca do Reino Unido. Atualmente, a Sua Majestade é a Rainha Elizabeth II, que ostenta a coroa desde 1952. Ela é a monarca que sustenta o reinado mais longo de toda a história britânica com há 67 anos no trono, passando a sua tataravó, a Rainha Victoria que reinou por 63 anos.A historia da família real britânica

Pela definição tradicional, a Família Real engloba o monarca, o seu cônjuge (Príncipe Philip), os viúvos ou viúvas de monarcas já falecidos (a Queen Mother, ou Rainha Mãe, faleceu em 2002, aos 101 anos de idade), os filhos (Príncipe Charles e seus irmãos, os príncipes Andrew, Edward e Anne), a atual esposa do futuro rei, Príncipe Charles (Camila), os netos (William e Harry, que são os filhos do Charles com a falecida e amada por muitos, princesa Diana) suas cônjuges (Katherine, a esposa de William, Meghan, a esposa de Harry), e os seus bisnetos (George, Charlotte e Louis, filhos de William, e Archie, filho de Harry).

Os poderes da Família Real

No início, os poderes da Família Real não tinha limites. O Rei podia aumentar impostos, gastar à vontade e cortar cabeças de todo mundo que discordasse de suas opiniões.A historia da família real britânica

A Carta Magna, assinada em 1215, foi o primeiro golpe no poder absoluto da Realeza. A partir de então, começou a se instituir e fortalecer o Parlamento, que gradualmente retirou poder dos monarcas. Em 1649, na guerra civil inglesa, a execução do Rei Charles I, o exílio de seu filho e a implementação da República deixaram bem claro que a Inglaterra não tinha mais espaço para uma monarca que não respeitasse seus súditos.

Hoje a Inglaterra e o Reino Unido têm um regime de monarquia parlamentarista, em que a Família Real e a Rainha Elizabeth II representam um papel muito mais simbólico do que executivo. O poder de fato é exercido pelo Primeiro-Ministro, que é escolhido pelo Parlamento.

Big ben em Londres
Big ben em Londres

Família Real Britânica, do Reino Unido ou da Commonwealth

Quatro países fazem parte do Reino Unido da Grã-Bretanha e da Irlanda do Norte: Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte.

A Rainha Elizabeth II é a monarca do Reino Unido e de outros 15 países da Commonwealth (a Comunidade das Nações, grupo de países que partilham de valores culturais).A historia da família real britânica

Ou seja, não dá para dizer que a Família Real é só do Reino Unido nem das ilhas britânicas.

O termo “britânico” ainda causa muita confusão. As ilhas britânicas são um arquipélago que era parte do Império Britânico. Mas, com a extinção do império, muitos países buscaram e obtiveram uma completa independência em relação à Inglaterra e à Família Real.

As Ilhas britânicas incluem a Grã-Bretanha (onde estão Escócia, Inglaterra e País de Gales), a Irlanda (que se divide em Irlanda do Norte, parte do Reino Unido, e República da Irlanda, um estado soberano) e muitas outras ilhas menores.

Então, apesar de ser conhecida como Família Real Britânica, a Realeza não tem domínio nenhum sobre a República da Irlanda, por exemplo, que fica nas ilhas britânicas.A historia da família real britânica

Apesar de todos esses detalhes, não há um jeito mais fácil de se referir à Família Real do que lhe adicionar o “Britânica” ao fim.

A linha de sucessão ao trono

A linha de sucessão ao trono do Reino Unido era determinada por descendência, legitimidade, gênero e religião. Desde 2011, a questão de gênero foi eliminada da equação.

O Príncipe William é o segundo na linha de sucessão, após o seu pai, Charles, que é o filho mais velho da Rainha Elizabeth II. O primogênito do Príncipe William e Catherine é o Príncipe George. Ou seja, ele é o terceiro na linha de sucessão. Com a nova regra de 2011, se a primeira gravidez de Kate resultasse em uma menina, esta assumiria a ponta da linha de sucessão após seu pai, William.

Neste momento, por exemplo, a Princesa Charlotte, irmã do Príncipe George e filha mais nova de William, é a quarta na linha de sucessão. Mas, se o seu irmão mais velho ascender ao trono e tiver um filho, este assumirá o lugar dela na linha sucessória.

A família do Príncipe William
A família do Príncipe William

A Família Real Britânica já foi de diferentes dinastias (a mudança ocorre quando não há um descendente direto que seja legítimo para o trono). A atual é a House of Windsor, a Casa de Windsor. Mas você sabia que ela tem uma origem germânica oculta? Em 1917, antes da Primeira Guerra e diante de um grande animosidade em relação à Alemanha, o Rei George V mudou o nome da Casa Real de Saxe-Coburg and Gotha para o atual.

A coroação raina Elizabeth 2
A coroação raina Elizabeth 2

A Rainha Elizabeth II, Long Live The Queen

Coroada em 1952, a Rainha Elizabeth II é a monarca mais longeva a ocupar o trono em toda a história da Família Real. É a chefe de estado do Reino Unido e de outros 15 reinos da Commonwealth, como Austrália e Canadá. Ela superou em setembro de 2015 sua tataravó, a Rainha Victoria. Há muito tempo é uma certeza em um mundo de dúvidas e inquietações.

Fonte: https://mapadelondres.org/

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.